Processo de regeneração óssea


Processo de regeneração óssea

Nas fraturas sempre ocorre hemorragia local pela lesão dos vasos sanguíneos do osso e periósteo. Nota-se também a morte da matriz e morte de células ósseas junto ao local fraturado.
Para que a reparação se inicie os restos celulares e da matriz são removidos pelos macrófagos. O periósteo e o endósteo próximo a área fraturada respondem com uma intensa proliferação formando um tecido rico em células osteogênica que constituem um colar em torno da fratura e penetra entre as extremidades ósseas rompidas, exemplificado na figura 1.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Figura 1: Rompimento do tecido ósseo
              e proliferação do periósteo
 
 
Neste anel ou colar conjuntivo surge tecido ósseo imaturo tanto pela ossificação endocondral de pequenos pedaços de cartilagem que aí se formam como também por ossificação intramembranosa. Podem ser encontrado no local de reparação área de cartilagem, área de ossificação intramembranosa e área de ossificação endocondral. Após algum tempo surge um calo ósseo que envolve a extremidade dos ossos fraturados.
Este calo é constituído por tecido ósseo imaturo que se formou de modo desordenado, mas que une provisoriamente as extremidades do osso fraturado.
Com a volta gradual do osso às suas atividades, as trações e pressões normais a que está sujeito voltam a atuar e vão determinar a remodelação do calo ósseo. Assim é que pouco a pouco o tecido ósseo primário do calo vai sendo absorvido e substituído por tecido ósseo lamelar, até que a estrutura que o osso apresentava antes da fratura seja totalmente refeita. Este processo esta sendo demonstrado na figura 2.


Figura 2: Formação do calo ósseo.


Referencia:


GARTNER, L. P., HIATT, J. L. 2003. Tratado de Histologia em cores. 2°edição, ed Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, p. 122-123.
JUNQUEIRA, L. C., CARNEIRO, J. 1995. Histologia básica. 8° edição, ed Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, p. 108-126.

http://sites.google.com/site/luisbm1988/regenera%C3%A7%C3%A3oporforma%C3%A7%C3%A3odecalo%C3%B3sseo. Acessado em 07/06/2010.




2 Response to "Processo de regeneração óssea"

  1. Sergio S. says:
    7 de dezembro de 2012 15:57

    Ficou muito bom: Símples, objetivo e bastante didático. Obrigado!

  2. viewlmax says:
    17 de maio de 2013 08:53

    esse calor também serve pra regenerar uma necrosa na cabeça do femur???

Postar um comentário